Make your own free website on Tripod.com
Um dos Homens mais insignificante
Estudos e Mensagens

Home

Apocalipse 4-parte I | Apocalipse quatro parte2 | O Terceiro êxodo | Um dos Homens mais insignificante | Porque é tão dificil viver uma vida cristã | Perg.e Resp.Sobre Gênesis | O SEGUNDO MILAGRE | tempo de decisão | EU RESTAURAREI | EU SEI | Israel em Cades-BarnÈia | A MARCA DA BESTA | Levantando-o e tirando-o da hitória | UM PROFETA ENVERGONHADO | REFLEXÕES WILLIAM BRANHAM | CONFERÊNCIA COM DEUS | DISCERNINDO O CORPO DO SENHOR

UM DOS HOMENS MAIS INSIGNIFICANTES DA CIDADE

Irmão Carlson e honrados convidados; irmão David duPlessis, irmão Roy Weed, irmão Mattson-Boze e demais, estamos felizes por estarem aqui, esta manhã para – o serviço do Senhor. E eu me sinto satisfeito esta manhã ao ouvir todos estes maravilhosos testemunhos e ver como eles atuam nas pessoas. Eu estava ouvindo o testemunho do alcoólatra e observando Rosella, sentada lá, para ver que efeito isto tinha produzido nela;
e também este irmão batista aqui, sua profecia, que Deus lhe deu, que estava vindo uma varredura através da nação; eu observo a reação sobre as pessoas, ouvindo o Espírito Santo falar em línguas e interpretar e nos dizer que estamos no fim; que isto está bem aqui agora. E como Deus deu-lhe essa mensagem e então o trouxe para dentro. Veja, apenas... Quão glorioso é olharmos ao nosso redor e ver que Deus está movendo e fazendo
exatamente o que Ele disse que faria. Como nós precisamos despertar e lembrar que isso não está no futuro; é agora. Simplesmente se movendo, se movendo agora mesmo.

2 E venham para ouvir o irmão David. Eu tenho certeza que você ouvirá algumas grandes coisas esta tarde, na reunião da tarde, como eu estava falando com o irmão duPlessis a outra noite na plataforma. E então a última noite ele esteve lá. Eu não tinha idéia se ele viria. Mas sempre tem havido um grande companheirismo entre o irmão David e eu, e neste mundo de viagens e ministério neste último dia. O encontro aqui, em Chicago,
tem sido tão bom para mim, tantas quantas vezes eu tenho estado aqui neste companheirismo. Eu o aprecio cada vez. Cada vez que eu falo de vir para Chicago, ora, Billy e Leo e todos eles simplesmente pulam de alegria. Eles simplesmente - eles gostam de vir a Chicago. Eles dizem: “Nós simplesmente nos sentimos tão bem em Chicago, de qualquer maneira.” Então nós estamos muito felizes.

3 Eu estava pensando aqui, há alguns momentos atrás, num genuíno amigo meu, o irmão Roy Weed. Eu lembro dele de pé, ao meu lado, numa hora de necessidade quando eu comecei a trabalhar no campo; e como ele ficou ao meu lado quando ele não precisava tê-lo feito, mas simplesmente Deus... Pela bondade do seu coração, permaneceu comigo... e cada vez que eu penso nas Assembléias de Deus ou - ou encontro algum irmão,
talvez, eu penso que ele fez alguma coisa que simplesmente não era o que ele devia fazer (eu acho que ele pensa a mesma coisa a meu respeito, mas... ) eu sempre penso em Roy Weed. Veja, penso que nós... deu-me seu ombro e permaneceu comigo numa hora de... quando eu... eu tinha que fazer uma decisão, porque eu tenho tomado a decisão sobre a minha palavra prometida. E o irmão Roy pensou que talvez diante de seus irmãos isto
pudesse lançar uma censura ou algo. Então, o irmão Roy permaneceu bem aqui comigo, na plataforma. Jamais o esquecerei. Então eu acho agora que sou ... o Senhor tem me ajudado a ter amigos e todas as coisas; posso ver algum outro amigo que também poderia ajudar como este, também lembrando de onde eu venho. Penso que todos nós deveríamos fazer isso: lembrar o lugar de onde fomos talhados.

4 Agora, não temos tempo suficiente aqui, para pregar; nós sabemos disto, porque eu sou muito demorado. E eu estava apenas pensando: desejaria que alguns irmãos simplesmente permanecessem nesse lugar. Você sabe, quando eu estou parado nesse lugar, eu poderia simplesmente dar um testemunho e - e sentar. Mas agora, temos tempo para ler a Escritura, eu acho, para depois concluírmos. Eu não quero passar das onze, faremos
o possível para isso, porque eu acho que este é o tempo que temos. O irmão Carlson é tão gentil. Billy está sentado aqui, limpando sua garganta e rindo de mim, porque ele ainda acha que eu não consigo pregar um sermão de trinta minutos e sair da plataforma. Ele sempre ri de mim, porque ele diz: “Papai, eu não... quando eu te encontrei lá fora à noite você disse ‘trinta minutos’ mas eu observei os trinta minutos.” Disse: “Você nem tinha
começado quando passou os trinta minutos”.

5 A respeito da leitura da Escritura, então nós podemos ir direto para... e essa maravilhosa acolhida que vocês pessoas me deram, eu nunca esquecerei disto. Eu nunca esquecerei. E eu - eu faria qualquer coisa por vocês. Algumas vezes eu ... agora, este é simplesmente um tipo nosso, pessoas daqui, como nós dizemos, aqui embaixo, no sul. Algumas vezes você me ouve pregando uma mensagem cortante; eu realmente vou para
casa e me assento e algumas vezes pego uma dessas fitas e digo: “Certamente eu não disse isso. Certamente, eu não poderia ter dito isso”. E - e então eu penso: “Bem, o que eu tenho dito, está dito, e isto foi - foi sob inspiração, até onde eu sei sobre inspiração. Então eu nunca me envergonho disto. E eu - eu nunca tive intenção de ferir alguém. Se isso fosse minha - minha intenção, então meu objetivo estaria errado. Vê, eu - eu simplesmente - eu - não deveria estar ... para fazer isso. Mas algumas vezes eu me levanto lá... penso
que lerei o texto. Eu tenho mais ou menos cinco textos aqui, que eu ia falar nesta manhã (Vê você ?) e eu - eu disse: “Bem, agora se eu tenho trinta minutos, eu vou falar sobre isto.” Se eu tiver vinte minutos, falarei sobre isto. Se eu tiver uma hora e meia, falaremos sobre isto. E então eu ganhei trinta minutos para falar sobre este texto aqui, esta manhã. Naturalmente creio na multiplicação, você sabe, se o tempo fosse suficiente longo,
então...?...

6 Vamos à Escritura, se quiserem acompanhar está no livro de São Lucas, capítulo 7 e verso 40: E respondendo Jesus disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, mestre. Sei que o sistema de amplificação de som está muito ruim, mas creio que vocês podem me ouvir bem, lá atrás, certo? Nosso irmão que está sentado aqui, com um olhar preocupado em seu rosto, porque seu... olhei para ele e senti pena dele, e
observei como aquele hino o tocou alguns momentos atrás enquanto aquela irmã estava cantando e como isto é a graça. Nós cremos nessa - maravilhosa graça de Cristo. E pensei que talvez esta manhã, pudéssemos falar sobre um assunto que seria, talvez, bem curtinho, um tipo de um pequeno drama, sobre: “Um dos homens mais insignificantes na cidade.” Agora, isso é um tema que vai ocupar completamente o desjejum dos homens de
negócio. Mas, talvez algumas pessoas não saibam o que significa um homem verdadeiro. Então nós - nós gostaríamos de falar sobre um.

7 O sol deveria estar se pondo quando o mensageiro chegou. Tinha sido um grande dia e Jesus tinha estado orando pelos enfermos e pregando. E, oh, as pessoas reunidas ao redor simplesmente para captar uma palavra que ele dissesse. Eu gostaria de ter estado lá. Frequentemente eu tenho pensado como teria sido se eu O tivesse ouvido, quando ele estendeu os seus braços e disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados
e oprimidos...” Talvez jamais viverei para ver o dia quando eles captarem a vibração para ouvir como isso soa. Então não sabendo Hebreu, eu não seria capaz de entender isto, mas eu espero naquele dia ouvi-Lo dizer: “Bem está, meu bom e fiel servo.” E a multidão estava inquieta e muitos não tinham recebido oração. E eles estavam querendo saber onde Ele estaria no dia seguinte, porque eles não sabiam onde Ele estaria num dia ou no
outro - para onde o Espirito O levaria. E os discípulos estavam desgastados, empurrando as pessoas para atrás e dizendo: “ Se - se vocês simplesmente não forçarem e forem reverentes, nosso mestre os alcançará tão logo Ele possa.

8 E este mensageiro chegou e ele devia ter falado, vamos dizer, com Felipe. E ele deve ter dito: “Tenho uma - uma mensagem para teu Mestre. Eu venho da parte de um homem de negócios e preciso entregar esta mensagem a Ele.” E Felipe deve ter dito algo assim: “Nosso - nosso mestre está bem cansado, senhor, porque Ele tem estado ocupado o dia todo. Temos testemunhado com nossos olhos grandes milagres e sinais que Deus
tem feito através d’Ele.” Mas o mensageiro não estava interessado quais milagres eram. Ele estava unicamente interessado naquilo que seu mestre o tinha enviado para dizer. Finalmente Felipe, sendo um cavalheiro cristão, arranjou uma maneira pela qual o mensageiro pudesse chegar à Presença do Mestre. E ele disse: “Este rapaz tem uma mensagem de outra cidade, onde há um grande homem, ele quer falar Contigo a respeito do seu mestre.” E eu posso vê-lo abatido, os olhos cansados de nosso Senhor quando Ele se virou e disse:
“O que você tem a dizer”?

9 Eu freqüentemente tenho pensado: “E se eu pudesse ter sido aquele mensageiro?” Mas ele disse: “ Meu mestre tem te dado honra. Ele está dando uma grande festa e quer que você seja seu convidado especial nessa festa. E nós gostaríamos que você nos prometesse que você estará conosco em tal e tal dia.” Talvez fosse um acontecimento anual... “e - e dentre todos os homens, ele te escolheu para vir”. Você sabe, eu creio que
se eu estivesse lá, perto de Jesus, eu teria esquecido tudo o que Simão teria me dito para dizer. A primeira coisa que eu teria dito seria: “Senhor, seja misericordioso para comigo, um pecador”. Mas essa é a maneira que muitos de nós chegamos. Nós sentimos que nossa tarefa diária e o que o nosso trabalho requer é mais importante do que qualquer outra coisa. E eu creio que se nós estivermos sempre na Presença de Deus, nosso prestígio
terrenal, nossas associações terrenas, nossa mensagem, ou nosso trabalho deveria ser por último. Vamos fazer nossa confissão a Ele. Eu adoraria ter caído aos Seus pés, lá e dito: “Tenho uma mensagem de meu mestre, mas primeiro, eu também tenho uma mensagem. Seja misericordioso para comigo, oh Deus. Sou um pecador. E sei que Tu és o Filho de Deus e tenho anelado por esta oportunidade; e agora estou aqui, ajoelhado aos
Teus pés; seja misericordioso para comigo.”

10 Mas ele, como muitas pessoas jovens, hoje, tinha outras coisas em mente. Ele queria livrar-se da mensagem e estava cansado. Suas pernas estavam transpirando por causa da corrida para chegar ali, porque ele não sabia onde o Mestre estaria no dia seguinte. Então ele o cercou num certo lugar, onde poderia falar com Ele. Quero que vocês observem a atitude que Jesus tomou para com aquele homem. Não há dúvida que Ele olhou para aquele adolescente moderno daqueles dias com respeito e sabia que talvez ele pediria perdão pelos seus pecados. Mas permitiu que fosse como foi, Ele - tudo do Seu grande programa... Ele não tinha programa terrenal que eu saiba, mas simplesmente fazia a vontade de Deus em cada gesto que Ele fazia. Não sabendo exatamente onde o Pai O enviaria no dia seguinte, mas estava disposto e pronto para ir. E com todo o Seu programa repleto de compromissos e tudo aquilo que Ele tinha para fazer, Ele ainda virou seus olhos
cansados para aquele mensageiro e disse: “Vá e diga para seu mestre que estarei lá.”

11 Agora, não tenho dúvidas no meu coração e creio que muitos de nós hoje... Jesus sabia o que estava preparado para Ele quando chegasse lá, porque Ele conhecia o segredo dos corações dos homens. E Ele sabia que Simão estava ocultando algo, pois como podia um homem, um fariseu, ter algum companheirismo e querer ver Jesus a quem ele odiava? Os fariseus não tinham nada a ver com Jesus. E quando você vê pessoas que – como estas, estas pessoas do mundo que querem te chamar para uma festa, te levar para uma festa de Natal, alguns de vocês, cristãos, que trabalham para o Senhor e você tem que ir trabalhar lá para seu sustento diário... Quando você ouve seu chefe que bebe, fuma, conta piadas sujas entre as pessoas... quando ele te convidar para uma determinada festa, ele está ocultando algo. Trevas e luz não tem companheirismo.

12 Quando você vê uma garotinha de mais ou menos cinco anos de idade agarrada às saias da avó, há algo errado. Vê? Agora, ela é ainda o mimo da vovó ou a avó tem um pequeno pacote de balas em algum lugar. Há demasiada diferença entre suas idades. A garotinha quer conversar sobre bonecas e assim por diante; e a mulher, na idade de avó, também tem algo para conversar a respeito. Então vê você? A garotinha como nós diríamos, está ocultando algo em algum lugar. Há algo que a está prendendo ao redor da avó. E quando o mundo tenta dar umas palmadinhas nos seus ombros e diz: “ Você viria aqui”?... ou - ou algo, há alguma coisa errada em algum lugar. E Jesus sabia que quando este fariseu, Simão, convidou-O para um banquete, um jantar, havia algo errado em algum lugar. Apesar de tudo isso, Ele estava querendo ir. Ele - Ele sempre irá aonde Ele for
convidado ... ?... Indiferente às circunstâncias e o que Ele saiba que acontecerá. Convide- O, Ele estará lá. Sim, você pode depender disso.

13 Agora, Ele disse... quando se aproximou a hora deste grande banquete... eu posso ver na minha imaginação este fariseu, o qual era rico. Não havia pessoas de classe média naqueles dias. Como talvez, na Índia e arredores, hoje; só há realmente o pobre e o rico. Os ricos são realmente ricos; e há os pobres que são extremamente pobres. Não há pessoas de classe média. E os ricos tinham todo o dinheiro; os pobres não tinham nenhum. E algumas vezes quando essas pessoas ricas davam um banquete, eles realmente exageravam
num banquete real. Então, com o tempo estabelecido, a data esquematizada...Não duvido que Simão realizou isto na época em que suas uvas estavam todas maduras. E deveria haver um agradável aroma ao redor do lugar dos grandes vinhedos cheios de uvas maduras, as abelhas zumbindo. E eles matariam seus cordeiros gordos e teriam churrasco. E eles podiam realmente apresentar vinhos para escolher e os distribuíam na frente do
jardim e convidavam seus ricos convidados; e eles tinham realmente um bom tempo, mas o pobre não podia nem entrar no portão.

14 E então quando o dia chegou e o banquete e tudo estava pronto e os animais foram mortos e a vala onde o churrasco seria assado estava fumegando sob a carne temperada com capricho, finos molhos sobre ela. Eu imagino o pobre que estava passando por ali, lambendo seus lábios... Então para ir a uma destas festas, você tinha que ser convidado, tinha que ter um convite. E então quando você vinha, ora, eles sempre, eles...
você tinha de ser bem recebido quando chegasse. Quando... alguém ia lá para te encontrar e pegar teu - teu convite, eles tinham que anotar o nome de quem estivesse lá. E “este é fulano de tal e (riscavam seu nome) ... chegou”. E eu lembro que estava estudando a maneira como eles se divertiam naqueles dias, no oriente. As pessoas... sua única viagem era de carroça, a cavalo ou a pé. Os ricos podiam andar numa carruagem ou biga; alguns cavalgavam nos lombos dos animais e outros caminhavam. E quando eles estavam caminhando,
ora, eles usavam uma vestimenta solta, algo como uma túnica, pendurada, solta. E sob aquela vestimenta eles tinham outra vestimenta, porque caminhando, e assim por diante, a túnica solta... Então quando você fosse para a casa que te convidara, quando você fosse convidado...

15 Você ouve quando a igreja, ainda... (nós fazemos na nossa igreja) observa o lavapés. Agora, eles dizem que isso é tradicional, mas ainda é - é um mandamento. Eles dizem que eles o faziam como uma tradição, e eles o faziam. Mas Jesus deixou isso como um exemplo. E então se Ele o fez, é um mandamento. Porquanto nós... Quando o ... o trabalho do homem que lavava os pés era o menos remunerado, o homem que eles
chamavam de lavador de pés. Ele era simplesmente um lacaio. Ele ganhava o - o mínimo de dinheiro que qualquer um deles, porque na casa ele unicamente lavava os pés dos convidados quando eles entravam. Então eu penso que se nosso Senhor... Algumas vezes pensamos que somos alguém; quando o Deus do céu mudou Sua forma de Deus para tornar-se homem, e Ele tomou a posição, não de rei, mas de um lacaio lavador de pés,
para lavar os pés dos seus discípulos e para enxugá-los com a toalha com que Ele estava cingido. Então se nós não temos a mais alta honra quando estamos num entretenimento, ou indo a um entretenimento... Nós temos de ser notados por todos. Então eu penso em nosso Senhor como Ele nos deu exemplo de tomar o mais baixo lugar que havia, para lavar os pés dos convidados.

16 E agora seus pés ficavam sujos enquanto eles caminhavam, porque eles usavam sandálias, algo como as sandálias romanas que eles usam hoje. Aquilo era considerado seus sapatos. E então suas pernas também sujavam, pois a vestimenta inferior subia. E como a - a túnica fazia ruído nas pequenas trilhas que subiam as montanhas... Eles não tinham caminhos largos como nós temos hoje. Os animais também viajavam por aquelas
trilhas: camelos, mulas, cavalos e diferentes meios de transporte. E ao longo da estrada, a roupa se tornava poeirenta e - e mal cheirosa. E enquanto eles caminhavam naquela poeira, aquela túnica arrastando ficava empoeirada. E enquanto eles estavam transpirando... o calor do sol da Palestina é muito quente e transpirando eles ficavam pegajosos e o cheiro do cavalo e dos animais ao longo da estrada, e aquela poeira grudava neles. Eles - eles cheiravam mal porque eles estavam caminhando e a poeira grudava neles.

17 Então quando você convidava alguém para ir a sua casa, a primeira coisa que acontecia para fazer este convidado sentir-se bem-vindo, depois do convite ... Primeiro eles tinham que ser convidados. E então antes que eles pudessem realmente se sentir em casa, eles tinham de ser preparados para isso. Eu somente desejaria ter tempo para expressar o que está no meu coração a nosso respeito quando nós temos um reavivamento.
Nós O convidamos, mas eu desejaria saber se nós cuidamos d’Ele quando Ele chega ou se nós O deixamos de lado? Então o lacaio lavador de pés, como eu diria, quando um homem chegava à porta, aquele era o primeiro homem a ser limpo, porque ele - ele estava... não cheirava bem, a poeira o cobria. Então a primeira coisa que eles faziam era tirar suas sandálias, lavar seus pés e pernas; e então tiravam suas sandálias, e as deixavam de
lado, e lhe davam um par de alguma coisa, como chinelos, um pequeno chinelo de pano que eles colocavam em seus pés para caminhar sobre lindos tapetes importados, destas casas de pessoas ricas.

18 E então, a próxima coisa que eles faziam depois que o lacaio lavava os pés, ele colocava sobre eles um manto e passava algum perfume. E algumas vezes isso era muito, muito caro. E o convidado estendia as mãos e ele derramava o perfume nelas, esfregava uma mão na outra e então o colocava no seu pescoço, passava em seu rosto e em sua barba e então pegava uma - uma toalha e o enxugava e algumas vezes seu pescoço estava
queimado. E este certo perfume custava muito caro, (as pessoas ricas tinham) um perfume muito valioso. Eles afirmam que aquele era o mesmo que a rainha de Sabá trouxera para Salomão. É encontrado no alto das montanhas e é muito raro. Eles o extraem de um pequeno botão de rosa, que se converte numa maçã. E eles tem que escalar bem alto e é difícil conseguir este perfume que as pessoas ricas usam para - para ungir seus convidados quando eles entram.

19 E então quando o convidado pegava a toalha e secava sua face, e seu pescoço, então ele se sentia fresco e seus pés estavam limpos e ele descansado. Ele se sentia mais à vontade para se encontrar com o dono da casa. Então ele ia para a próxima sala e ficava lá, exceto o dono da casa. Então ficava... Eles o encontrariam (fique de pé apenas um minuto, irmão) algo assim. Quando o convidado entrava, agora, ele não se sentiria bem
em encontrar o mestre da casa se seus pés estivessem sujos e seu corpo estivesse exalando o cheiro dos animais que atravessavam a trilha e seus pés todos suados e grudentos e seu pescoço queimado. Ele ficava ... Depois que ele estivesse lavado e - e o mau cheiro tivesse saído dele e ele estivesse perfumado e limpo, ele encontraria o mestre. E então eles estendiam suas mãos e batiam uma na outra assim. E então quando eles o
tinham feito, eles se saudavam um ao outro com um beijo, em ambos os lados do pescoço (Vê?) e então eles (fique de pé um minuto) assim, beijavam um ao outro em ambos os lados do pescoço. (Desculpe-me. Eu deveria ter ido até o fim com o resto da demonstração.)

20 E então depois que estava limpo e perfumado - seu pescoço sem poeira nele, sem o cheiro de esterco e seu perfume sobre ele, então ele se sentia fresco, de maneira que o - aquele que o tinha convidado se sentia à vontade para beijá-lo no pescoço. E então quando ele lhe dava o beijo, o beijo era de boas vindas. “Vamos entrando. Tudo.. simplesmente, sinta-se em casa”, quando ele o beijava e o cumprimentava. “Entre. Todas as
coisas são suas. Agora, você é um dos nossos. Teus pés estão lavados e você está – está todo perfumado e preparado e agora tenho te dado o beijo de boas vindas. Agora, simplesmente entre na minha casa e vá à geladeira e pegue algo para comer, descanse, e faça o que desejar. Você está simplesmente em casa agora, porque eu tenho te dado as boas vindas.”

21 Como pôde aquele lacaio lavador de pés não fazer caso d’Ele? Eu desejaria ter estado lá. Eu teria estado observando-O. Eu teria tido uma bacia especial de água pronta para Ele. Eu gostaria de tê-Lo encontrado. Eu não sei; algo deve ter acontecido. Ele estava... ele não estava lá, ele O perdeu. E ninguém O beijou; ninguém O lavou; ninguém O asseou; ninguém Lhe deu as boas-vindas. Mas Ele veio de qualquer modo porque Ele foi
convidado. Eu me pergunto às vezes quando nós O convidamos, nós pensamos nessas coisas? Dê-lhe as boas-vindas. Não se envergonhe d’Ele. Quando Ele entra no seu coração, simplesmente adore- O. “Senhor, entre no meu coração”. Então, quando Ele chega, você fica envergonhado porque está na presença de mais alguém? Quando você ouve alguém tomar Seu precioso Nome em vão, você fica envergonhado de acercar-se e dizer:
“Não faça isso. Isso me machuca muito! Esse que você está tomando Seu Nome em vão, é o meu Mestre.” Desejaria realmente saber: Lhe damos as boas-vindas? Espero que sim.

22 Há tantos hoje que O convidam para vir à cidade para um reavivamento; e então Ele pode vir, e então eles simplesmente dizem: “Oh, evite aquele sujeito, não há nada para ele.” Nós pedimos por Ele, mas nunca Lhe damos as boas vindas. Algumas vezes, talvez, pensamos que Ele nos diria algo que seria contrário a nossa crença. Por que Simão não estava... Por que ele não estava interessado n’Ele? Como eles se esqueceram d’Ele?
Mas Ele estava lá no canto, simplesmente como uma pessoa que não dança em baile, Sua preciosa cabecinha abaixada; todos evitando-O. Oh, eles estavam envolvidos em seus assuntos. E o pastor estava lá e eles tinham suas reuniões sociais e suas conversas. Mas, e o pobre Jesus? Ora, Ele não era bem vindo e... Ninguém... Ora, Ele - Ele nem mesmo teve Seus pés lavados. Havia um mau cheiro... Ele era inoportuno; Ele não era
bem vindo.

23 E eu me pergunto se algumas vezes, neste grande, maravilhoso caminho que nós chamamos de santidade e doçura, será que as vidas que algumas vezes, nós apresentamos às pessoas não O faz simplesmente um pouco inoportuno, também, por causa do nosso caráter? Nós não vivemos corretamente, o tipo certo de pessoa para representá-Lo. Nos movemos de um lado para o outro sem firmeza, deste e daquele modo. Se Ele viesse
a nossa casa deveríamos ser agradecidos àquele Estranho da Galiléia. Lá estava Ele parado num canto, embora sua agenda estivesse cheia. E Ele chegou lá pontualmente. Jesus nunca falha num encontro. Ele cumpre todos eles. Você pode contar com Ele. Quando ele marca um encontro, Ele estará lá para cumprí- lo. E há um encontro em que nós todos vamos estar porque Ele o marcou com todos nós. E isso é no julgamento. Ele vai estar lá e você também. Nós todos vamos estar lá.

24 Mas lá estava Ele no canto. E algumas vezes, quando penso nisso, isso faz meu coração se sentir estranho. Eu penso: “Jesus parado no canto com os pés sujos.” Como os franceses O chamam: “ Jesu”, Jesu com os pés sujos. Soa como sacrilégio, mas aquela era a maneira como Ele estava. Aquela era a maneira como eles O deixaram. Aquela era a maneira como eles O deixaram - com os pés sujos. Um honrado Convidado,
era para ser, e eles estavam tão ocupados com suas coisas, que deixaram Jesus com os pés sujos. Eu desejaria saber se nós não estaríamos interessados hoje em ver que aquele nosso grupo cresce mais que o outro, a ponto de deixá- Lo do mesmo modo. Mas Jesus com os pés sujos, inoportuno... Havia uma pequena mulher naquela cidade que ganhava sua vida de uma maneira nada recomendável. Ela era uma mulher da zona de meretrício,
de prostituição. Você entende. E talvez ela estivesse um pouco atrasada aquela manhã, subindo a rua. E ela contou seu pequeno denário romano que ela estava economizando, para talvez, comprar-se um vestido melhor, algum dia. E a maneira de como ela ganhava seu dinheiro era mal-afamada. Ela tinha uma má reputação entre as pessoas, embora pensemos que ela era simplesmente uma mulher jovem que dependesse da rua, talvez,
não que ela fosse uma delinquente, mas porque ela tinha pais delinquentes. Eles não procuraram cuidar dela. Essa é a razão pela qual muitas estão nas ruas hoje. Não a juventude, mas os pais é que são delinquentes.

25 Eu estava ouvindo esta manhã, quando saía de meu quarto que cinco criancinhas pereceram em Chicago a noite passada num incêndio porque a mãe deixou uma garotinha adolescente para cuidar e a casa pegou fogo e queimou seus filhos. Tinha saído para uma festa em algum lugar ... Minha esposa e eu estávamos descendo a rua ontem e vimos quatro crianças dentro de um carro. E a garotinha mais velha não tinha mais que sete anos
de idade com um bebê de colo. E um dos menininhos queria ir com sua mãe, e ela saiu do carro e acendeu um cigarro e bateu a porta e disse: “Você fique aí.” E ela desceu ao centro da cidade e entrou num bar. Uma criança de sete anos de idade nas ruas de Chicago, uma rua muito movimentada abaixo da rua Lincoln. E lá estava naquele carro uma pequena criança, um bebê de colo. Aquele vento soprando forte e eu estava quase me congelando. Eu não sei, algumas vezes penso que é culpa dos pais.

26 Talvez esta jovem foi criada numa casa como aquela e tivesse se perdido na rua. Se ela tivesse tido uma mãe de oração como esse irmão alcoólatra teve, as coisas poderiam ser diferentes. Ele disse que sua mãe tinha orado por ele. Deixe-me dizer isto: “Quando o romano foi convertido, Paulo... o carcereiro filipense desceu a Filipo e disse: “ Que posso fazer para ser salvo”? A maioria de nós lhe diria o que não fazer: deixe de beber, deixe de roubar, deixe de mentir, deixe de fumar. Mas aquela não foi sua pergunta. “ O que preciso fazer”? Paulo disse: “Crê no senhor Jesus Cristo e tu e tua casa serão salvos.” Eu pergunto: “Quando um homem se torna um salvo, ele salva sua casa?” Não. Mas se ele tem fé suficiente para conseguir salvar a si mesmo, ele tem fé suficiente que sua casa seja salva também, aquela mesma fé que o salvou. Isso foi o que aquela mãe pensou. Está na sepultura, há muito tempo... mas suas orações simplesmente foram respondidas.

27 Mãe e pai delinqüentes fazem um filho delinqüente. Talvez, vamos dizer, esta pequena senhorita tinha um pai e uma mãe que não tinham cuidado dela e ela se meteu na rua com pessoas erradas. Quando ela fez isso, ela se tornou uma rejeitada. Ninguém se importava com ela. Este pequeno pregador sentado aqui, fazendo esta anotação agora, quando ele estava me contando que ele tinha mais ou menos quarenta esquinas aqui, em
Chicago nas quais ele pregava, ou enviava pessoas para pregar... Deus abençõe esse rapaz. Dê-nos mais alguns encontros de rua. É assim que você alcança estes bêbados e coisas. Alguns de nós nos fazemos maiores e importantes para ficar nas esquinas e descer nas favelas. Jesus disse: “Sai pelos caminhos e valados, em todos os lugares, força-os... O tempo está à mão”.

28 Mas talvez, naqueles dias, eles não costumavam descer a rua, lá na sua cidade. Então ela saiu depois de fechar a porta e desceu em passos barulhentos atrás num beco; e saindo, se arrumou para encontrar os publicanos e ganhar mais dinheiro naquele dia com o seu modo de vida, para o seu sustento. E havia uma coisa estranha, não tinha ninguém na rua. Todos pareciam ter-se ido. Então enquanto ela descia a rua, ora, ela se
perguntou: “Que tipo de feriado é? O que há de errado? Todas as pessoas têm-se ido por alguma razão.’’ E ela sentiu o aroma daquele cordeiro assado que vinha pelo ar. E talvez ela não tivesse comido por alguns dias, tentando economizar algum dinheiro para conseguir um vestido decente. Ela sentiu aquele aroma e disse: “Oh, alguém deve estar dando uma festa.” E ela seguiu isso até que ela se aproximou. E do lado de fora das grades da grande e fina mansão que Simão morava, enquanto a festa estava acontecendo, as pessoas pobres ficavam lá sentindo o aroma e lambendo seus lábios. E os ricos estavam lá dentro tomando vinho e se preparando para jantar.

29 E essa pequena mulher abriu seu caminho. E quando eles a viram chegando, naturalmente eles recuaram, porque ela tinha um mau caráter. E ela finalmente deu um pulo, até que ela conseguiu espiar através das grades e ver se ela simplesmente podia conseguir uma visão daquilo que estava provocando aquele aroma tão agradável, olhar para o churrasco e ver como o cordeiro estava sendo assado. E simplesmente pensou que
alguma vez na sua vida ela poderia conseguir uma refeição decente. E provavelmente ela teria que pegar seu bonito cabelo e arrumá-lo, você sabe, para que ela saísse na rua. E enquanto olhava através da audiência, ela viu Simão, o fariseu lá, de pé, com seus discursos diante dos dignatários da cidade. Aqui está o doutor, Ph.D., LL.D. Jones e o pastor, e aqui está seu associado e aqui estão todos os dignatários de diferentes cidades, você sabe, reais e honrados.

30 Ela pensou: “Oh, veja aquilo, como os ricos têm tudo.” Olhando ao redor, ela pensou: “Bem, eu te direi, eles sempre convidam, naturalmente, sua própria classe e nós nunca temos uma chance.” Mas depois de algum tempo, seus olhos se fixaram num canto. Lá estava uma pequena Pessoa despercebida. E ela pôde notar que havia poeira sobre Ele. “Bem, como Ele conseguiu entrar lá? Desejaria saber quem é Aquele.” Tinha
Sua cabeça baixa. Ninguém estava prestando atenção n’Ele. Ela pensou: “Eu desejaria saber como será que Ele entrou. Ora, Ele deve ter entrado sem ser convidado. Seus pés não estão limpos. Seu corpo, Sua face não estão asseados. Ninguém está prestando nenhuma atenção n’Ele. Eu queria saber por quê.

31 E enquanto ela olhava, Ele levantou sua cabeça. Os olhos dela alcançaram os Seus. Você sabe, quando isso acontece, algo sucede. Ela olhou no Seu rosto. Ela disse: “Eu nunca vi um olhar como aquele. Eu desejaria saber Quem Aquele poderia ser. Eu desejaria”... e talvez, para alguém alí por perto, ela perguntasse: “Por que aquele homem está lá?”. Bem, lá estava um dos membros da igreja de Simão chegando, então ele poderia
dizer: “Por que é que... oh você não entende? Nós vamos ter um pouco de diversão hoje com Ele. Simão, nosso mestre, convidou-o para vir aqui. Você não sabe quem é aquele?” “Não, desejaria saber.”
“Oh, aquele é aquele profeta galileu, chamado Jesus de Nazaré.” E quando aquele Nome bateu no coração daquela pequena prostituta, ela disse: “Jesus de Nazaré?” “Sim”.

32 E ela olhou novamente e lá estava Ele no canto. E ela disse: “Oh, eu acho que Ele é convidado e Ele não está asseado, nem seus pés estão limpos. Eu me lembro que eles me disseram que uma mulher foi arrastada na rua por prostituição, para ser apedrejada como eu seria e Ele perdoou todos os seus pecados. Se eu pudesse unicamente fazer algo por Ele, talvez Ele perdoaria os meus pecados. Mas o que posso fazer? Eu não posso
sequer entrar no portão. Seu eu pudesse unicamente chegar até Ele, gostaria de pedir-Lhe que me perdoasse.” Então ela pensou: “Ele não está ungido, nem foi lavado ou Lhe foram dadas as boas vindas. Se eu unicamente pudesse ganhar Sua atenção, eu Lhe daria as boas vindas. Se Ele unicamente falasse comigo, eu Lhe daria as boas vindas.

33 Então ela se virou e desceu a rua, andando para cima e para baixo, em pequenos passos barulhentos. Ela pensou em algo. Ela se abaixou e pegou em sua meia o que ela tinha guardado e apanhou algumas dessas peças de - de prata romana. E ela pensou: “Oh eu não posso fazer isso. Se eu for comprar este alabastro, ora, ele saberia exatamente como eu ganhei este dinheiro, porque eles dizem que Ele é o Messias e eu creio nisso. E
se Ele é o Messias, Ele saberá que tipo de pessoa errada eu sou”. E ela pegou o dinheiro e começou a colocar de volta na caixa, mas algo lhe disse: “Esta é a tua oportunidade. Você jamais poderá conseguí-la outra vez.” Então esta é uma lição. Jamais despreze aquela primeira oportunidade que você pode ter de encontrá-Lo. Não importa qual seja o preço, quanto custa você ter que confessar que está errado, faça-o agora; porque isto vai
ficar conhecido no julgamento de qualquer forma. Ela pegou o pouco dinheiro que estava economizando e disse: “ Mas isso é tudo o que eu conseguí e que diferença faz contanto que eu possa alcançá-Lo ?
34 Ela desceu a rua e entrou numa loja de perfumes e ali saiu um que.... Ele não sairia para a festa, lógico, porque ele pensou que perderia alguma venda a qualquer momento. Você sabe, aquele um disse: “Que proveito haverá em deixarmos José aqui na - na cova? Vamos vendê-lo e conseguir algum dinheiro”. E sucedeu que ela bateu no balcão e ele saiu e viu o que era. Ele começou a recuar, mas ela começou a derramar os denários romanos sobre o... Oh, dinheiro seguro! Alguém podia entrar agora. Ele não a queria no seu estabelecimento comercial, até que viu que ela tinha algum dinheiro. Então, quando ela mostrou que tinha dinheiro; oh, bem, isso é diferente! Vê você ? “O que você quer?” “Eu quero o melhor que você tem. Eu quero não simplesmente uma caixa deste unguento de alabastro comum; eu quero o melhor que você tem sobre o balcão. É para
uma ocasião especial.” Isso é o que você tem para dar a Jesus. Tome sua primeira oportunidade para consegui-Lo e dê-Lhe o melhor. Dê-Lhe seu coração. Dê-Lhe tudo o que você tem, pois Ele pode não passar nesse caminho outra vez. Vamos fazer tudo o que podemos por Ele enquanto pudermos.

35 Ela levava a caixa de alabastro debaixo do seu braço e subiu a rua. Chegou nas grades do portão e lá estava Jesus, ainda com os pés sujos, parado, ninguém prestando atenção n’Ele. Ela pensou: “Como vou conseguir entrar?” Depois...simplesmente alguns minutos antes que o brinde fosse feito e os finos e deliciosos vinhos fossem tomados e tudo mais... Ela deve ter visto que o lacaio lavador de pés tinha se ido, então ela entrou
sorrateiramente e espiou ao redor . Você sabe, há algo a respeito disso. Se você alguma vez conseguir olhar para Ele, você fará qualquer coisa para conseguir chegar até Ele. Não importa o que seja. Se você tem que escapar por detrás de uma tenda ou o que quer que seja, você fará qualquer coisa para consegui-Lo. Se Ele alguma vez te olhar nos olhos e você puder ver Quem Ele é...

36 E ela entrou sorrateiramente de costas e deslizou no meio da multidão, cuidando para que ninguém... Porque ela era... tinha má fama. Ora, Simão podia tê-la arremessado sobre a grade. Então... mas ela estava determinada, não importava... Ela ia fazer um esforço de qualquer modo. Algumas vezes a igreja pode pensar que se você se ajunta com este grupo de santos roladores, você será arremessado para fora da porta. Bem, que
diferença isso faz? Contanto que você tenha Jesus, isso é a coisa principal. Isso é a coisa principal. Ela desceu ao redor... do lado, ao redor do lado do muro. E lá estava Ele sentado com Sua cabeça baixa e Seu cabelo empoeirado e Sua face - Sua face toda empoeirada, Sua barba empoeirada, Seus pés com Suas velhas sandálias, Suas pernas empoeiradas e fedorentas. Posso vê-la cair aos Seus pés. Ela chegou da maneira correta. Ela caiu aos Seus pés. Ela ergueu os olhos para vê-Lo. Ela estava assustada. Ela pensou: “O que... e
se Ele - se Ele perguntar: Quem é você? O que está fazendo aqui?” Mas eu simplesmente posso vê-Lo estender Seu pés. Ele sabia para quê ela estava vindo. Ela disse: “Oh, se Ele – se Ele sabe - Ele sabe que sou uma prostituta...” (Ele o sabe de qualquer modo. Sim). “Mas eu gostaria de fazer algo por Ele. Gostaria de mostrar-Lhe meu apreço, porque creio que Ele é Deus. E quero mostrar algo, o meu apreço.” E quando ela ergueu os olhos para olhá-Lo e Ele olhou...

37 Ela sabia que estava aos pés de Jesus. Grandes lágrimas começaram a rolar pela sua face. Ela deu leves batidas nos Seus pés. Ela estava aos pés do Seu Senhor. Ela começou a bater de leve nos Seus pés e grandes lágrimas de arrependimento, começaram a rolar, caindo sobre Seus pés. Ela estava tão agradecida por estar aos Seus pés! E ela olhou e Seus pés tinham começado a ficar molhados com suas lágrimas. Ela estava ali,
chorando com sua cabeça baixa. Seus - seus lindos cachos devem ter caído ao redor assim. Ela não tinha toalha e provavelmente suas roupas também estavam sujas para limpá-Lo, ou secar Seus pés, então ela simplesmente pegou seus cabelos e começou a lavar Seus pés e...(O Irmão Branham ilustra -Ed.) beijar Seus pés. Ela estava tão grata! Oh, como nós deveríamos sentir a mesma coisa, não como pessoas excessivamente formais. Muitas de nossas irmãs pentecostais deveriam seguir o mesmo exemplo. Elas têm cortado seus cabelos. Mas os cabelos dela... Ela estava limpando Seus pés, beijando- Os. Oh, ela estava aos pés do Senhor, beijando Seus pés!

38 E após algum tempo, quando Simão andou ao redor e olhou. “Humm!” Oh, que coisa! Sua face se irou. “Agora, olhe quem está em minha casa! Eu convidei este santo rolador aqui e olhe que... Sua - sua própria classe veio. Pássaros da mesma plumagem.” Eles ainda têm aquela mesma idéia. Estou muito contente. Quero...Gostaria de ter lágrimas para lavar... Que água bonita! ... lágrimas de arrependimento lavando os pés de Jesus, lágrimas rolando da face de uma mulher mal-afamada lavando os pés de Jesus, as águas mais doces que Ele já... Seus pés já tinham sido lavados, lágrimas de arrependimento caindo nos pés de Jesus. Esta linda jovem estava lá... Simão virou-se e cochichando para seu grupo disse: “Vêem? Isso mostra que profeta ele é. Se aquele homem fosse um profeta, saberia que tipo de mulher é aquela que está lavando Seus pés”. Seu velho hipócrita!
Você pensa que Ele não sabia disso? Disse: “Veja, eu vos disse que ele não era um profeta.” Veja, eles tinham sua própria idéia sobre religião. Eles tinham sua própria idéia sobre Deus, mas isto estava a milhões de quilômetros de distância da coisa real. Isso é assim, hoje: nós temos nossos próprios credos e pensamentos a respeito disso. “Contanto que sejamos metodistas, batistas, presbiterianos ou pentecostais, está tudo bem”. Mas
para mim, tomarei as lágrimas de arrependimento. Tomarei minha vida e tudo o que tenho, para ajudar a lavar esse nome sujo de santo rolador daquele real Senhor Jesus; aquele verdadeiro Filho de Deus, tido hoje como algum fanático, um telepata ou algum retardado mental.

39 Permita-me na minha vida, derramar não somente minhas lágrimas, mas meu coração e tudo o que está em mim, permanecer e tentar viver o que é correto pela Sua graça, jamais comprometer esse bonito Evangelho, esse Espírito Santo que me salvou. Chame-o do que você quiser, para mim é Jesus. E o mundo está deixando-O ficar com os pés sujos – com o nome sujo como santo rolador, alguma pessoa inclinada à delinqüência,
ou algo assim, a única classe que Ele tem. Isso é o que eles pensam. Simão, com o rosto corado: “Agora, olhem aqui; nós temos este santo rolador aqui, para ter algum... pensávamos em ter algum entretenimento com ele. Tenho provado que ele não é um profeta. Chama-se a si mesmo de profeta; ele é somente um telepata. Ele está simplesmente possesso pelo diabo. Ele é um adivinho. E isso prova a minha opinião. Lá está ele, sentado
lá, no canto e sua própria classe com ele. E lá, está aquela mulher mal-afamada, lavando Seus pés”. E, talvez, não foi permitido que o lacaio lavador de pés lavasse Seus pés, mas mesmo assim eles poderiam ter algum divertimento com ele.

40 Muitas pessoas vêm as nossas reuniões só para rir, elas não podem fazer espetáculo d’ Ele. Ele conhece seus corações. Você ficará diante d’Ele um dia, pecador. Recentemente, um grupo de pessoas, ministros estudantes estavam reunidos aqui, lá atrás e toda vez que eu começava a pregar, eles diziam: “Aleluia. Louvado seja o Senhor, aleluia”- não sabendo que o mesmo Deus que eles estavam ridicularizando, será seu Juiz
um dia. Isso é correto.

41 Mas ela continuou, sem importar-se com o que Simão disse. Agora, Simão limpando sua garganta, o rosto corado e sua justa indignação aumentou e ele estava a ponto de explodir. Chamou a atenção de todas as pessoas enquanto se virou e se endireitou. “Humm!” Fariseu hipócrita que se julga justo, membro de igreja, que é o patife mais vil que conheço, é um velho ordinário, fingido. Ele é mais baixo que todas as prostitutas e
adolescentes trapaceiros que há no país. Ele conduzirá as pessoas para mais longe de Deus do que qualquer coisa, do que cada bar que há na rua. Lá está Ele sentado. E então ela se levantou, pegou sua caixa de alabastro e tentou quebrá- la. Agora, ela estava nervosa porque quando ela olhou, Ele estava olhando diretamente para ela. Não se preocupe. Ele está observando você, também. Ele está olhando para você agora mesmo. Simplesmente podemos sentir Sua presença penetrante. Ela estava nervosa. Ela tentou tirar a tampa. Ela quebrou a tampa e simplesmente derramou-o sobre Sua cabeça e começou a ungi-Lo. Oh, todos ficaram olhando. “Sim, olhe lá. Alí está ele. Nós nunca o observamos antes. Ele está sentado no canto, uma prostituta está perto dele.”

42 Posso ouvir Simão dizer: “Eu não disse a vocês? Lá está vosso profeta. Lá – lá está ele. Vêem? Ele saberia com que tipo de pessoas ele estaria se unindo.” Oh, quantas vezes isso tem sido lançado no meu rosto. “Irmão Branham, se esse dom fosse de Deus, você não estaria com aquele grupo de pentecostais.” Eles são os que o recebem . Eles são aqueles que crêem nisso. Outro dia eu estava conversando com um homem da igreja
metodista. Ele veio para escrever uma tese sobre cura Divina. Ele disse: “ Porque você não vem para a igreja metodista?” Eu disse: “Por que você não me convida?”
Ele disse: “Sou um pastor”.
Eu disse: “Bem, convoque seus diáconos e sua junta e tua condição de presbítero
e todos eles juntamente e veja se eles me convidarão”.
Ele disse: “Oh, eles não fariam isso, irmão Branham.”
Eu disse: “Isso foi o que eu pensei.”
Ele disse: “ A única coisa que eles podem alegar contra você é que você é um pentecostal. Você deixou a igreja batista e se tornou um pentecostal.” Eu disse: “Este é o que o recebe. Isso é certo. Eles são os que estão querendo limpar os pés sujos de Jesus e permanecer com o nome de Jesus, o reprovado.

43 “Veja, se ele fosse um profeta, saberia com que tipo de pessoa ele está se unindo.” Então agora, ela ficou assustada quando viu que todos - todos silenciaram e todos parados lá, olhando. Eu posso ver as mulheres sociais, você sabe com seus óculos assim, você sabe, todos aqueles dignatários lá, olhando, você sabe, com seus pescoços esticados e Jesus não prestando atenção neles. Ele está observando quem está servindo-
O. Ele não se importa quantos Ph.D’s ou LL.D’s você tem. Ele não se importa a que sociedade sua igreja pertença na cidade. Ele está querendo encontrar alguém que O sirva. Se eles são brancos ou negros, amarelos, mulatos, pobres ou ricos, cativos ou livres, macho ou fêmea. Ele quer que alguém O sirva. Ele está na ... sua causa é necessidade hoje. Necessita de lavagem. Ele não se importa quantas organizações nós temos, quantos homens célebres nós educamos, quantas escolas nós construímos. Ele quer alguém para servi-Lo, alguém que viva a vida, alguém para testificar e ter o Espírito Santo para viver uma vida sem reprovação (isso é correto), alguém para viver uma vida que
possa produzir. E eles falam a respeito de Jesus então produzem Jesus. Alguém que ajudará a limpar a sujeira do nome de Pentecostes.

44 A mulher estava assustada; ela pensou: “Oh, e agora, o que fui fazer”? Talvez nós O vejamos então... .. se Ele tivesse movido um dedo, ela teria se levantado rapidamente e teria saído de lá, assim. Mas Ele não... Ele simplesmente permaneceu perfeitamente em silêncio e observando-a. Ele simplesmente estava olhando o que ela estava fazendo. Agora, quando o silêncio caiu, ela se perguntou: “O que aconteceu agora?” E ela olhou para
cima: “O que Ele vai dizer?” Eu O vejo se levantando. Ele se pôs em pé. Ela estava no chão. Seu bonito cabelo estava todo caído pela sua face. As lágrimas escorrendo pela sua face. Naquele momento, seus grandes olhos estavam olhando para Ele. “Oh, Ele vai me expulsar? O que Ele vai fazer por este trabalho? Eu simplesmente queria fazer isso, porque eu - eu sei que Ele perdoou uma mulher como eu uma vez. E eu sei que Ele é Deus
e que se eu simplesmente pudesse fazer algo... E por causa do que tenho feito, oh, estou assustada com o que vai acontecer”.

45 Ele se levantou. Ele olhou ao redor e disse: “Simão, uma coisa tenho a dizer- te.” (Oh, aleluia!) “Uma coisa tenho a dizer-te.” Você Me convidou para estar aqui, como seu Convidado. E eu deixei Meus reavivamentos para ser seu Convidado. Eu deixei aqueles que estavam chorando e suplicando para que Eu ficasse, para ser seu Convidado porque você Me convidou. Deixei aqueles que estavam famintos e sedentos para estar com você.
E eu simplesmente cheguei aqui pontualmente (como Ele é nestes últimos dias). E eu cheguei aqui na hora marcada. Mas quando cheguei aqui, ninguém lavou Meus pés, ninguém quis lavá-los. E então não havia ninguém que ungisse Minha cabeça. Não havia ninguém para - ungir Minha cabeça e para... meu pescoço e para enxugar minha face, para que eu pudesse ficar apresentável às pessoas.

46 “E, Simão, quando entrei na porta, você não estava lá para dar-Me o beijo de boasvindas. Você não estava lá, Simão. Você estava tão interessado na construção do seu novo programa e coisas que você vai fazer. Você estava tão interessado em ganhar mais membros para sua associação. Você não estava lá para beijar-Me. Você ficou envergonhado de Mim diante deste grupo. Você não estava lá para dar-Me as boas-vindas, para beijar-
Me de dentro do seu coração, para fazer com que Eu fosse bem vindo. Mas desde que eu... esta mulher tem entrado...” (Ele sabia quem ela era. Agora, e a respeito do profeta?)... “ela tem beijado continuamente Meus pés. Ela não tem cessado, mas ela tem beijado, beijado, beijado Meus pés. Você não Me deu água para lavar Meus pés, mas ela lavou-os com suas lágrimas. Você não Me deu nada para ungir, mas ela tem-Me ungido continuamente desde que chegou aqui. E eu sei que ela é uma mulher de má fama, mas - mas eu te digo ...” Oh, como Ele repreendeu Simão, como Ele o reprovou...

47 Agora, Ele se virou para ela e Seus olhos cruzaram com os dela. Oh, deixe- me ouvir isso. Permita que isto seja o que Ele diga para mim naquele dia... “Você foi aquele que Me convidou, vocês membros de igreja. Vocês Me convidaram, mas não Me deram as boas-vindas. Vocês não Me lavaram os pés; vocês não Me deram nada para me limpar. Vocês não Me deram a oportunidade para falar a vocês pois tinham outras coisas para
fazer. Vocês não o fizeram porque estavam envergonhados de Mim. Vocês Me deixaram sentado no canto com os pés sujos. Mas esta mulher tem lavado continuamente Meus pés com as lágrimas de seus olhos, essa linda água clara como cristal, lágrimas de arrependimento, secou-os com os cabelos de sua cabeça. “Por isso te digo que os seus muitos pecados são perdoados.” Isso é o que quero que Ele me diga: “Teus muitos pecados,
lhes são perdoados.” Eu não quero ser importante. Não quero pertencer a nenhum Fulano ou Beltrano, pois eles podem dizer: “Ele pertenceu a isto”. Eu apenas quero tomar minha vida e lavar Seus pés, o que eu tenho deixado de fazer. E naquele dia quero ouvi-Lo dizer: “Teus muitos pecados, lhes são perdoados.” 48 Vamos inclinar nossas cabeças apenas por um instante. Nós estamos neste café da manhã, hóspedes convidados e Jesus está aqui. Em sinal de gratidão, olhos estão molhados e lenços estão secando-os. O que é isto? É Jesu na forma do Espírito Santo. Oh, Simão, ou pequena mulher ou homem que nunca O aceitou, por que você não o faz
agora? Esta é a tua oportunidade. Enquanto estamos orando, onde está você? Ele te vê. Ele conhece teu coração. Enquanto todos os olhos estão fechados e as cabeças estão inclinadas, neste grande momento, quantos que estão aqui dentro que não O conhecem e apenas gostariam de dizer: “Senhor Jesus, eu gostaria de lavar Teus pés esta manhã com o meu arrependimento?” Você quer acenar sua mão direita, rapidamente e dizer: “Ore por mim, irmão Branham”?

49 Deus te abençoe, Deus te abençoe e te abençoe. Outros levantariam suas mãos e diriam... Deus te abençoe, Deus te abençoe, você, você, você. Outros lá atrás, à minha direita, acenem suas mãos e digam: “ Jesu, oh Jesus, Tu és o meu Senhor. Tenho estado muito tempo envergonhado de Ti. Tenho ouvido pessoas usarem Teu nome em vão. Já me senti envergonhado de dizer algo sobre isso. Sinto muito pelo que fiz, Jesu. Estou
arrependido, Tu não me receberias?” Você quer levantar sua mão e dizer: “Lembre-se de mim, irmão Branham, enquanto ora”. Atrás, à minha direita, em todo o auditório, vejo suas mãos. Deus os abençoe. Deus te abençoe, senhora. Deus te abençoe, irmã. Deus te abençoe, irmão. Deus te abençoe, irmã. Deus te abençoe. Outro, Deus te abençoe, irmão. Deus te abençoe, irmão. Haveria mais alguém? Simplesmente levantem suas mãos e
então abaixe-as.

50 Bem a minha frente, agora. Deus te abençoe, Deus te abençoe. Jesu. Deus te abençoe e te abençoe, Deus te abençoe. À minha esquerda, Deus te abençoe, senhor. Deus te abençoe. O Senhor te abençoe, irmã. Deus te abençoe, lá atrás. Deus te abençoe. Sim, vejo vocês lá atrás das cortinas e Deus vê vocês. Deus vos abençoe, em todo o edifício. “ Jesu, estou arrependido esta manhã”. “Agora, e quanto a vocês membros de igreja? Depois disso, mais ou menos trinta ou quarenta pecadores têm levantado suas mãos, que tal vocês, membros de igreja, que tiveram oportunidade diante dos outros para defender o nome de Jesus, porém ficaram envergonhados e viraram suas cabeças e foram embora? Quando eles falam em cura Divina ou Seu poder, você fica um pouco envergonhado para dizer: “Eu sou um Pentecostal.” Você diz: “ Jesu, eu Te deixei ficar aí, também, mas
jamais o farei novamente. Estou arrependido. Deixe-me lavar Teus pés, Jesu”.

51 Vamos, membros de igreja, que têm estado envergonhados levantem suas mãos, e... Deus te abençoe. Deus abençoe... Essa é uma confissão real. Deus te abençoe. Deus te abençoe. Deus te abençoe. Sim, sim. Deus te abençoe. Deus vos abençoe todos ao redor. Membros, sim. Deus te abençoe. “Eu rejeitei a oportunidade. Eu estava envergonhado. Era meu chefe, ou meu vizinho e - e eles diziam coisas sobre o culto. Mas eu não dizia nada. Ficava em silêncio e saía, mas de hoje em diante, eu não farei isso. Eu vou defender o Nome de Jesus. Vou fazer isso. Jesu, quero... quero que Tu me tomes esta manhã. Quero que me digas que estou perdoado”. Isso é bom. Deus seja convosco. Enquanto temos nossas cabeças inclinadas, quero que vocês se arrependam em seus corações. ...de uma mancha escura A Ti, cujo sangue pode limpar toda mancha Oh, Cordeiro de Deus. Eu venho! Eu venho! Assim como estou, Tu jamais (Ele jamais te rejeita) recebe Me recebe, (nossos pecados, os quais são muitos, estão todos perdoados) limpa, recebe; Porque Tu prometeste, eu creio, Oh, Cordeiro de Deus, Eu venho! Eu venho!

52 (O irmão Branham começa a sussurrar – Ed.) Jesu, muitos dos que estão aqui, esta manhã, reconheceram que eles têm Te deixado. Eles têm Te evitado, mas eles não o farão mais, Senhor, nunca mais. Eles se lembrarão deste pequeno refeitório, nesta sala de escola. Jesu passou por aqui. Eles prometeram que creriam. Eles querem ser lembrados em oração. Eles levantaram suas mãos para Deus, dizendo: “Eu - eu agora, eu creio. Eu me rendo, Senhor. Eu – eu termino com minha vida de incredulidade. Eu venho como Seu servo, agora.” Muitas pessoas... tenho visto ministros levantarem suas mãos, por terem ficado envergonhados nas oportunidades que têm tido para testificar, as coisas que têm feito – membros de igreja, mas ainda descuidados. Perdoa-nos a todos deste pecado, Senhor. Perdoa-nos disto, que nós possamos sair daqui pessoas melhores, sabendo que...

53 Nós Te convidamos para descer aqui, esta manhã. Nós Te convidamos para vir a Chicago nesta reunião conosco. Noite após noite, dia após dia, vemos Sua grande mão se movendo entre nós. Sabemos que és Tu. E somos tão gratos a Ti, Senhor. Nós – nós Te damos as boas-vindas. Simplesmente Te agradecemos de todo o nosso coração. Oramos, agora, para que Tu abençoes estas pessoas. Possam elas frequentarem uma boa igreja
local em algum lugar, alguma boa igreja do Evangelho Completo e tornarem-se Teus servos e viver para Ti, até o dia em que nos encontremos novamente. Talvez possamos nunca nos encontrar em outro café da manhã, mas que nos encontremos alguma noite na ceia, a ceia do casamento.

54 Eu oro, Deus, que até aquela hora, a graça de Deus nos dê suficiente poder e testemunho para louvar nosso Deus e vivermos para Ele e jamais ficarmos envergonhados d’Ele, pois me apresento juntamente com estas pessoas a Ti, no Nome de Jesus Cristo , Senhor. Eu me apresento como um culto. Estou aqui, Senhor, após ter intercedido por eles. Tome nossas vidas juntamente. Permita- lhes serem usados como panos de limpeza,
Senhor, para seus pés, simplesmente um pano para enxugar Seus pés, algo, Senhor, algo. Não importa o que as pessoas digam a nosso respeito, deixe-nos viver e viver para Jesus, o qual tem lavado nossos corações esta manhã com o perdão dos nossos pecados. Nós o pedimos no Nome de Jesus. Amém.
Eu O amo, eu O amo
Porque Ele primeiro me amou
(Você quer dizer isto de todo o seu coração?)
E comprou minha salvação
No madeiro do Calvário
(Vamos levantar nossas mãos, agora e cantar)
Eu O amo, eu O amo
Porque Ele primeiro me amou
E comprou minha salvação
No madeiro do Calvário
55 Agora, vamos simplesmente voltar à doçura do companheirismo, enquanto cantamos outra vez, apertem as mãos de alguém que está ao seu redor, dizendo: “Saudações, companheiro cidadão do Reino”. Aquelas pessoas que levantaram suas mãos, estejam certas de também apertarem a mão de alguém e digam: “Eu sou um que levantou a mão. Posso ir a tua igreja?” Ou convide-os, se eles te disserem isso. Faça-o. Procure algum
bom ministro que te batize dentro do companheirismo dos crentes e lá Deus te batizará com o Espírito Santo. Vamos viver para Ele o resto de nossos dias. Não importa qual é o preço, nós não nos importamos... Nós estamos constrangidos ou o quer que seja sobre isso. Simplesmente viver aquela vida correta e viver para Jesus.
Eu O amo, (Deus te abençoe...?...) eu O amo
Porque Ele primeiro me amou
E comprou minha salvação
No madeiro do Calvário
(Todos que realmente querem dizer isso, levantem suas mãos agora)
Eu O amo, eu O amo
Porque primeiro Ele me amou
E comprou minha salvação
No madeiro do Calvário.
===========================================================
Essa mensagem foi pregada originalmente em inglês pelo profeta William Marrion Branham, em 29 de abril de 1961, sábado (café da manhã), com duração de 73 minutos, na Stephen Mather High School, Chicago - Illinois.
Traduzida na íntegra do inglês para o português e distribuído por ìA Voz do SÈtimo Anjo
Fone: 45 378-1077- E-mail: tribomaia@uol.com.br
CEP 85904-030 - Toledo - Paraná - Brasil
* Os textos bíblicos usados nesta tradução foram transcritos da Bíblia João Ferreira de Almeida - Edição Revista e Corrigida.

enviar E-mail

Perguntas e sugestões,envie-me um e-mail

Insira o conteúdo de apoio aqui